Entenda O Que É Backup De Arquivos E Como Fazer

Backup de arquivos

A sua empresa faz backup de arquivos? Se a resposta for não, saiba que os dados digitais da sua organização estão em risco

Backup de arquivos é um processo que consiste na realização de cópias de segurança de informações digitais, que podem ser documentos, imagens, softwares, aplicativos, vídeos, entre outros. 

O objetivo é garantir que os dados digitais não sejam perdidos, em caso de algum incidente, como falhas, erros humanos, desastres naturais, incêndios, etc. 

Se você tem cópias extras de arquivos importantes para as atividades do seu negócio, continue lendo esse artigo e entenda o que é backup de arquivos, sua importância e como fazer cópias de segurança. Confira!

O Que É Um Backup?

Backup é uma cópia de segurança de arquivos digitais, que pode ser imagens, documentos, aplicativos, vídeos, softwares, etc, como mencionamos no início deste artigo. 

A finalidade desse processo é garantir que os dados relevantes de uma organização ou mesmo pessoais possam ser recuperados, caso sejam perdidos em razão de algum incidente. 

Hoje em dia, há os mais variados tipos de backup, como em espaços físicos, como pen drive, hardware e HD externo, além do backup em nuvem, um dos sistemas mais seguros e práticos, usados cada vez mais por empresas de todo o mundo.

Qual A Importância Do Backup?

O backup de arquivos é importantíssimo para evitar que informações digitais sejam perdidas em razão de algum incidente. 

Ou seja, em caso de perda de arquivos, o backup consegue recuperar os dados, evitando prejuízos para as atividades da sua empresa que, muitas vezes, podem ser irreparáveis.  

Quais Os Locais Onde É Possível Armazenar o Backup?

Existem vários sistemas que possibilitam a realização de backup de arquivos dos mais variados formatos. 

Já citamos alguns deles ao longo deste artigo, mas para não restar nenhuma dúvida sobre esse sistema, listamos abaixo os principais locais para a realização desse procedimento. Confira!

Nuvem

Um dos sistemas mais usados atualmente é o backup em nuvem. Esse sistema, chamado também de cloud backup, funciona como um servidor remoto, que só pode ser acessado por meio da internet. 

Hoje em dia, há os mais variados sistemas de backup que podem ser usados por empresas e pessoas comuns. Um dos exemplos é o Backup PRO, um sistema usado por milhares de pessoas e empresas de todo o mundo. 

Dependendo do espaço usado, esse sistema de backup é gratuito. A vantagem desse formato é que ele garante total proteção de dados, pois ele utiliza a tecnologia de criptografia para evitar que os arquivos sejam violados ou acessados por pessoas sem autorização. 

Backup Em Nuvem

NAS

NAS – Network Attached Storage ou traduzindo, servidor de armazenamento conectado em rede, é um equipamento para uso exclusivo de armazenamento, para guardar e compartilhar arquivos de diversos computadores através da rede da empresa.

Também conhecidos como storages NAS, esses equipamentos podem ser encontrados montados em gabinetes ou em rack, são compostos por um ou mais discos rígidos e possuem uma ou mais portas de comunicação.

Geralmente utilizado para organizar, centralizar e fazer backup de dados, um servidor NAS pode ainda executar aplicações sofisticadas, como servidor de nuvem de datacenters ou disponibilizar várias bases de dados para centenas de utilizadores.

O NAS geralmente tem tolerância a falhas, tendo vários discos rígidos para servidores, equipados com sistemas para controle de vibração e calor, além de mecanismo de correção de falhas mais apurado que os encontrados em discos para computadores.

Alguns NAS podem ter os sistemas RAID (Redundant Array of Independent Drives).

Esses arranjos de disco permitem, por exemplo, duplicar todo o conteúdo armazenado ou acelerar a busca de informações já gravadas, além de possuir sistemas de segurança que identificam discos defeituosos para substituição.

Os equipamentos atuais estão cada vez mais acessíveis e poderosos, entregando soluções práticas como fontes e ventiladores redundantes, mesmo em configurações básicas.

Mídia Física

Podemos citar como mídias físicas alguns como fitas LTO, pen drives, CDs, DVDs, discos rígidos externos, os chamados HDs externos e os SSDs externos.

Nesse caso, é possível fazer backup de arquivos de servidor, computador ou notebook para essas mídias físicas. Porém, elas possuem espaços limitados; sendo assim, se você exceder o limite, é necessário adquirir outra mídia física. 

Cabe ainda ressaltar que as mídias físicas estão sujeitas a danos e desgaste, pois tem partes e peças mecânicas que se desgastam com o tempo de uso.

As fitas de backup LTO precisam ser trocadas periodicamente, cada fabricante especifica a vida útil em horas de uso.

Geralmente se pode verificar o tempo de uso através do software que faz o gerenciamento da unidade de fita (equipamento que faz a gravação das fitas).

As fitas de backup são indicadas para grandes backups com muitos dados e também para uso empresarial.

Outro ponto importante para as fitas de backup LTO é o armazenamento e proteção. Elas precisam ser guardadas longe do calor e de campos magnéticos.

Estes cuidados são muito importantes, pois as fitas podem se danificar pelo calor e ter o conteúdo apagado pelos campos magnéticos.

CDs e DVDs estão em desuso hoje em dia, no passado foram usados como mídias para gravar backups, mas devido a falhas de leitura, sensibilidade a riscos e lentidão para gravar os dados acabaram sendo substituídos por outras mídias físicas.

Os pen drives são rápidos e baratos, são indicados para pequenos backups. Porém se sugere que se faça a cópia em vários pen drives diferentes, pois também tem vida útil limitada.

Discos rígidos externos, também chamados de HDs externos podem ser uma alternativa para grandes backups, porém são muito sensíveis a danos por impacto.

A Tecnologia dos HDs é muito antiga e foi aprimorada ao longo dos anos, mas ainda apresenta uma certa sensibilidade a impactos.

Os SSDs externos tem uma tecnologia similar aos pendrives com a vantagem de poderem armazenar grandes quantidades de dados. Assim como os pendrives também tem vida útil limitada.

De todos aqui citados, os mais confiáveis são as fitas LTOs (indicadas para grandes backups empresariais) e os SSDs externos (indicado para pequenas e médias empresas)

Como sugestão final para as mídias físicas, indicamos que se tenha sempre mais de uma fita ou mais de um SSD externo, alterne onde você grava os seus backups, pois se uma mídia física falhar você poderá restaurar de outra. 

Quais Os Tipos de Estratégias De Backup?

Além dos locais para fazer cópias de segurança, saiba que há diferentes estratégias de como o backup de arquivos, que atendem as mais diversas necessidades. 

Confira quais os tipos de estratégias de backup que você pode usar na sua empresa.

Backup Completo

O backup completo de arquivos, onde todos os arquivos digitais presentes em um servidor, computador, notebook são copiados para um local seguro. Nesse caso, o sistema não faz cópias apenas de arquivos novos ou alterados, mas sim de todos os dados encontrados.  

Porém, esse formato exige um espaço maior, pois o volume de dados é alto, já que o sistema faz cópias dos arquivos de maneira completa.

Backup Incremental

Já o backup incremental de arquivos é aquele que realiza as cópias de segurança apenas de dados digitais modificados, desde o último backup feito. 

Esse formato é indicado para grandes backups, principalmente aqueles que possuem um alto volume de informações.

Backup Espelhado

Como a própria nomenclatura já sugere, o backup espelhado de arquivos é uma espécie de espelho dos arquivos originais. Dessa forma, quando uma informação digital é deletada no seu sistema de origem, ele também é apagado no backup. 

Por isso, esse é um formato de backup de arquivos que exige cautela, pois ele pode ser excluído em sua totalidade em caso ransomware, vírus ou ataques hackers, por exemplo. 

Backup Diferencial

Para minimizar o risco da perda de dados, o backup diferencial de arquivos alia o conceito de economia e velocidade do backup incremental, porém com uma diferença fundamental: após realizar o primeiro backup completo, cada backup diferencial compara o conteúdo a ser copiado com o último backup full e cópia todas as alterações realizadas.

infografico-estrategias-de-backup

Conclusão

Não tem como negar: realizar backup de arquivos é um dos cuidados essenciais para empresas que desejam preservar informações importantes.

Portanto, jamais coloque em risco dados digitais relevantes para a atividade da sua empresa ou para os seus clientes, fornecedores e colaboradores. 

Não se esqueça que a LGPD determina que as empresas garantam a proteção total de dados de pessoas físicas e jurídicas que circulam nas organizações. 

Os backups armazenados em mídias físicas e NAS são considerados backups internos, pois ficam guardados dentro da sua empresa. Tem a vantagem do rápido acesso, mas a desvantagem de estarem suscetíveis a roubos, incêndios, pane elétrica, falha de equipamento.

Além disso, saiba que o backup em nuvem é uma das melhores soluções para armazenar arquivos fora da sua empresa. 

Na hora de contratar o melhor fornecedor dessa tecnologia, conheça a HLTI, que comercializa e dá suporte técnico ao Backup PRO, uma solução completa que inclui consultoria, suporte técnico e armazenamento dos dados na nuvem. 

O software usado pela HLTI é compatível com diversos sistemas, aplicações, bancos de dados e virtualização, garantindo a proteção dos dados que você precisa. 

Além disso, nosso sistema não tem limitação de espaços para armazenamento de dados. O melhor é que o Backup PRO não precisa ter intervenção manual, pois todo o processo é realizado automaticamente. 

Sem contar que o nosso sistema permite acessar e recuperar dados de forma fácil, segura e rápida. Conheça mais sobre a HLTI e o Backup PRO.

2022. Todos os direitos reservados. Criado por @setezeromeia.