Entenda O Que É Criptografia De Dados E Como Funciona

criptografia-dados

Nos últimos anos, a criptografia de dados passou a ser uma tecnologia imprescindível para empresas que desejam proteger informações sensíveis de acessos não autorizados, que incluem até crimes cibernéticos

Essa tecnologia, basicamente, converte informações em um formato ilegível, chamado de texto cifrado. O objetivo é proteger a confidencialidade e a integridade dos dados durante a transmissão ou armazenamento.

Somente usuários que possuem a chave correta podem acessar as informações originais, garantindo assim a privacidade e a segurança das informações.

Vem com a gente e entenda o que é criptografia de dados, como esse processo funciona e como proteger as informações da sua empresa de forma correta. Confira!

O Que É Criptografia?

A criptografia de dados é uma solução de segurança que transforma dados legíveis em um formato ilegível por meio de algoritmos matemáticos. 

Esse processo é realizado a partir de uma chave, usada para cifrar e decifrar os dados.

Dessa forma, é possível proteger a confidencialidade e a integridade das informações, tornando-as inacessíveis para os usuários que não possuem a chave descriptografada. 

Hoje em dia, a criptografia é muito usada em transações financeiras, comunicações online, proteção de senhas e também em outras situações em que a privacidade e a segurança são essenciais. 

História Da Criptografia

O conceito da criptografia remonta há milhares de anos, no antigo Egito. Mas essa tecnologia mais moderna teve um alcance significativo durante a Segunda Guerra Mundial, quando matemáticos e cientistas conseguiram quebrar códigos de comunicação das forças inimigas. 

A partir disso, a criptografia de dados evoluiu ainda mais com a invenção dos computadores e o desenvolvimento de algoritmos complexos, que tornaram as comunicações mais seguras, sendo essenciais na proteção de dados de sistemas e redes. 

A criptografia de chave pública, desenvolvida nos anos 1970, revolucionou a segurança cibernética, possibilitando que pessoas pudessem se comunicar de maneira totalmente segura.

Hoje, ela se tornou uma tecnologia base para proteger a integridade e confidencialidade dos dados.

Aplicações Práticas Da Criptografia

A criptografia de dados pode ser usada em diferentes tipos de aplicações. Para você entender a sua utilização, listamos 3 exemplos práticos, confira:

Segurança de Comunicação (SSL/TLS, HTTPS)

A criptografia é essencial na segurança de comunicações online, que incluem operações  financeiras e trocas de dados críticos. 

Protocolos como SSL (Secure Sockets Layer) e TLS (Transport Layer Security) são adotados para criptografar a conexão entre um navegador da web e um servidor, gerando o “HTTPS” na barra de endereços do navegador, indicando que a conexão é segura.

Dessa forma, os dados transmitidos são totalmente protegidos, como dados de login, senhas, números de cartão de crédito, etc, contra ações criminosas.

Proteção de Dados Pessoais

A criptografia de dados também é usada para proteger os dados pessoais armazenados em sistemas de informação, redes e dispositivos. 

Ou seja, essa tecnologia é capaz de criptografar diferentes informações, como senhas, dados médicos, etc, evitando, assim, o acesso não autorizado em caso de violações de segurança.

Com isso, mesmo que o invasor tenha o acesso ao sistema, as informações permanecem legíveis e não podem ser acessadas sem a chave de descriptografia correta.

Criptografia em Dispositivos Móveis

Em dispositivos móveis, a criptografia também pode ser aplicada, protegendo, por exemplo, aplicativos, mensagens de texto, vídeo, imagens e documentos. 

Essa medida impede que invasores acessem ou recuperem informações de um dispositivo em caso de perda, roubo ou acesso não autorizado. 

Conceitos Básicos

Para o seu funcionamento, a criptografia de dados adota dois conceitos básicos, que são justamente a chave de criptografia e o algoritmo.

Explicamos cada um desses conceitos a seguir:

Chave De Criptografia

A chave de criptografia é, basicamente, uma informação secreta, utilizada para criptografar e descriptografar as informações. 

Há dois tipos de chaves, que são a simétrica e a chave assimétrica. No primeiro caso, a mesma chave é adotada para fazer o processo de criptografia e a descriptografia dos dados. 

Isto é, o remetente e o destinatário devem compartilhar a mesma chave secreta.

Já com o uso de chave assimétrica, são utilizadas duas chaves diferentes: a pública, usada para criptografar os dados, e a chave privada usada para descriptografá-los.

Algoritmo

Já o algoritmo na criptografia de dados é um conjunto de regras que definem como as informações serão transformadas de um formato legível para uma forma ilegível e vice-versa.

Os algoritmos são projetados, justamente, para serem difíceis de reverter sem o uso da chave adequada. Sendo assim, eles devem resistir a todas as tentativas de descobertas dos códigos. 

Hoje, existem diferentes tipos de algoritmos de criptografia, os mais conhecidos são o AES (Advanced Encryption Standard) e o RSA (Rivest-Shamir-Adleman). A sua escolha dependerá das necessidades de segurança de uma aplicação. 

PFS (Perfect Forward Secrecy)

O PFS não é um algoritmo de criptografia, sendo, portanto, um conceito de segurança.

Ele está relacionado com a capacidade de permitir que, mesmo se uma chave secreta usada na criptografia for comprometida no futuro, as comunicações anteriores ainda se manterão seguras.

Normalmente, isso é obtido ao usar chaves temporárias que não são adotadas para fazer a criptografia das comunicações futuras.

FPE (Format-Preserving Encryption)

O FPE é um tipo de criptografia que mantém o formato dos dados criptografados, utilizado quando o usuário precisa criptografar dados, mas ainda deseja que eles permaneçam semelhantes com os dados originais.

Ele pode ser usado em sistemas legados que esperam dados em um formato específico.

Criptografia Simétrica

A criptografia simétrica, como explicamos, é usada tanto para criptografar quanto para descriptografar os dados, o que significa que o remetente e o destinatário devem compartilhar a chave secreta para garantir a comunicação segura. 

Um dos benefícios desse tipo de criptografia é a sua rapidez e agilidade, já que os algoritmos simétricos, normalmente, são mais rápidos.

Por outro lado, a sua deficiência está na distribuição segura da chave, já que qualquer usuário que interceptar ou capturar a chave poderá descriptografar os dados com o uso desta chave.

Sendo assim, ela é mais indicada para proteger conexões seguras na web, onde as chaves são usadas de forma segura em tempo real.

Criptografia Assimétrica

Como mencionamos anteriormente, a criptografia de dados assimétrica utiliza a chave pública e a chave privada. 

A chave pública pode ser compartilhada livremente, já a chave privada deve ser mantida em sigilo pelo usuário original. 

A criptografia assimétrica pode ser adotada para autenticação, assinaturas digitais e troca segura de chaves em sistemas de comunicação segura.

Algoritmos De Criptografia Mais Comuns

Agora, vamos conhecer os algoritmos de criptografia de dados mais comuns. Confira:

Triplo Des (Ou Tdes/3des)

O Triplo DES é uma evolução do algoritmo de criptografia DES (Data Encryption Standard). Essa tecnologia adota a cifra DES três vezes em sequência para garantir maior segurança às informações.

Sendo assim, ele opera em três etapas: cifragem, decifragem e, depois, a cifragem novamente.

Cada estágio usa uma chave diferente, normalmente, a mesma chave DES três vezes para criptografar os dados. O Triplo DES é uma tecnologia segura, porém, é um pouco lenta.

AES (Advanced Encryption Standard)

O AES é um dos algoritmos de criptografia considerado um dos mais seguros e também um dos mais adotados, operando em blocos de dados, além de suportar tamanhos de chave de 128, 192 e 256 bits.

Essa tecnologia utiliza uma substituição de byte, permutação de linhas, permutação de colunas e adição de chave para estabelecer uma transação de confusão e difusão.

Blowfish

O Blowfish é um algoritmo de criptografia de chave simétrica desenvolvido para ser uma tecnologia ágil e totalmente segura, sendo operado em blocos de 64 bits e suporta chaves de 32 a 448 bits.

Ele adota diversas substituições e permutações para fazer a criptografia dos dados.

Mesmo sendo seguro,  ele foi substituído pelo Twofish, uma versão mais avançada.

Twofish

Já o Twofish é uma evolução do Blowfish, um algoritmo de criptografia de chave simétrica, operando em blocos de 128 bits e suporta chaves de 128, 192 e 256 bits.

Além disso, ele também usa diferentes substituições, permutações e operações matemáticas para fazer a criptografia dos dados.

RSA (Rivest-Shamir-Adleman)

O RSA é um algoritmo de criptografia de chave pública usado para criptografia e assinatura digital, sendo baseado em problemas matemáticos associados com a fabricação de números inteiros.

Ele utiliza a chave pública para criptografar os dados e a chave privada correspondente para decifrá-los. O RSA é usado em comunicações seguras na internet e outras aplicações.

ECC (Elliptic Curve Cryptography)

O ECC oferece segurança com chaves menores comparadas aos sistemas baseados em RSA, proporcionando a mesma segurança com uma chave menor. Isso o torna atraente para dispositivos com capacidades limitadas de processamento e armazenamento.

Quantum Cryptography

Embora ainda esteja nos estágios iniciais de desenvolvimento e não seja amplamente implementada, a criptografia quântica promete uma segurança praticamente inquebrável, aproveitando as propriedades da matemática quântica.

Como A Criptografia Protege Os Dados?

A criptografia dos dados protege as informações por meio de diferentes tecnologias, como HTTPS, mensagens criptografadas, e-mail criptografado e criptomoedas. 

Confira como cada uma dessas soluções funcionam na criptografia de dados:

HTTPS

O HTTPS (Hypertext Transfer Protocol Secure) é um protocolo de segurança adotado na web para garantir a proteção da comunicação entre um navegador e um servidor web. 

Basicamente, essa tecnologia é uma extensão do HTTP que usa criptografia para proteger as informações transmitidas entre o navegador e o servidor para que eles não possam ser interceptados ou manipulados por usuários não autorizados.

Isso é obtido a partir do uso da criptografia SSL/TLS (Secure Sockets Layer/Transport Layer Security), que adota chaves de criptografia para cifrar as informações no processo de  transmissão. 

Dessa forma, é possível proteger dados, como senhas, números de cartão de crédito e outros dados confidenciais e garantir que eles estejam seguros durante as transações online.

O HTTPS é popularmente conhecido pelo cadeado mostrado nos navegadores web.

Mensagens Criptografadas

A criptografia de mensagens também utiliza algoritmos criptográficos para tornar o conteúdo de uma mensagem em um formato ilegível antes de ser transmitida e, depois, descriptografada pelo destinatário a partir da chave correta para torná-la legível novamente. 

Esse processo permite somente que o destinatário definido acesse o conteúdo da mensagem, protegendo a confidencialidade e a integridade dos dados. 

A criptografia de mensagens pode ser aplicada em aplicativos de mensagens instantâneas, comunicações por e-mail e em situações que exijam total privacidade e segurança de dados sensíveis

E-mail Criptografado

Já o e-mail criptografado protege o conteúdo de e-mails contra acesso não autorizado durante a transmissão ou armazenamento. 

Isso é feito a partir de uma criptografia de ponta a ponta, onde as mensagens são criptografadas no dispositivo do remetente e descriptografadas no dispositivo do destinatário, sem que o provedor de e-mail acesse o conteúdo. 

Essa técnica possibilita que somente o remetente e o destinatário possam ler as mensagens, proporcionando uma camada extra de segurança à comunicação por e-mail.

Criptomoedas

As criptomoedas usam a criptografia para assegurar a proteção das operações e também a  criação de novas unidades de moeda.

Para isso, a tecnologia de blockchain usa algoritmos criptográficos para proteger as transações e as carteiras digitais. 

Dessa forma, a criptografia garante a integridade e a autenticidade das operações, prevenindo falsificações. 

Lembrando que somente usuários que tenham a chave privada correspondente a uma carteira de criptomoeda conseguem ter acesso e autorizar transações, o que torna essas moedas digitais seguras e descentralizadas.

Dados Criptografados Podem Ser Hackeados?

A resposta é depende. Hoje em dia, a tecnologia da criptografia conta uma alta proteção que é feita por algoritmos matemáticos complexos, que transformam as informações legíveis em ilegíveis, dificultando significativamente o acesso aos dados. 

Mesmo não sendo uma ação impossível, o invasor precisará de muitos recursos para conseguir realizar esse processo com sucesso. 

Embora não seja impossível hackear dados criptografados, isso é extremamente difícil e requer recursos substanciais, como poder computacional significativo e tempo. 

Vale ressaltar que a segurança da criptografia de dados dependerá da qualidade dos algoritmos adotados, do tamanho e nível de complexidades das chaves e também das medidas de segurança adotadas. 

Conclusão

A criptografia é uma ferramenta poderosa e essencial no arsenal de qualquer empresa moderna.

Ela não apenas protege contra ameaças digitais, mas também constrói a base da confiança na qual as transações modernas dependem.

À medida que o mundo empresarial se torna cada vez mais digital, a importância da criptografia só tende a crescer.

Investir em uma forte criptografia não é apenas uma medida de segurança; é um investimento na própria continuidade e sucesso do negócio.

A criptografia de dados é, sem dúvida, uma das tecnologias mais avançadas para a proteção de informações sensíveis, sendo adotada, inclusive, para processo de backups de arquivos.  

HLTI, uma empresa especializada em backup em nuvem e nos produtos Backup PRO e Veeam Backup & Replication, utiliza criptografia em suas ferramentas, tanto para o transporte dos dados do cliente até o armazenamento e também nos dados em repouso.

banner Veeam Prancheta 1 copia

As soluções de segurança usadas pela HLTI são compatíveis com diversos sistemas, aplicações, bancos de dados e virtualização, proporcionando a segurança dos dados da organização.

Acesse o nosso site agora mesmo e encontre as melhores soluções para o backup de dados da sua companhia. 

2022. Todos os direitos reservados. Criado por @setezeromeia.