O Que É Segurança Da Informação E Principais Pilares

seguranca-informacao
banner-agendamento-online

Sem dúvida, nos últimos anos, a segurança da informação é uma das principais preocupações de governos e empresas de diferentes portes e segmentos. E, claro, que toda essa inquietação se justifica.

A quantidade de ataques cibernéticos contra as redes e sistemas de companhias de todo mundo cresceu de maneira assustadora. 

O relatório Global DDoS Threat Intelligencrevela da Netscout, empresa líder global em soluções de cibersegurança, revelou que o Brasil é o alvo principal de ciberataques na América Latina.

De acordo com o levantamento, no segundo semestre de 2022, o Brasil apresentou um aumento de 19% no número de tentativas de ataques hackers, um aumento maior do que a média mundial, que foi de 13% no mesmo período daquele ano.

Diante disso, é preciso que a sua empresa invista pesado em segurança da informação para evitar, roubo e sequestro de dados, invasão de sistemas, etc.

Vem com a gente e entenda o que é segurança da informação, sua real importância nos dias atuais e como proteger a sua empresa. Confira!

O Que É Segurança Da Informação?

Segurança da informação é um termo usado para referir-se ao conjunto de estratégias adotadas para proteger dados contra ameaças, riscos e ataques cibernéticos, que visam comprometer a integridade, confidencialidade e disponibilidade de informações e sistemas.

Essas violações podem acontecer em dispositivos de pessoas comuns, empresas, instituições e órgãos governamentais.

Dessa forma, a segurança da informação atua na mitigação de ações que buscam acessar sem autorização, utilizar, roubar ou sequestrar dados ou arquivos sensíveis, como dados, sistemas, imagens, documentos, senhas, informações financeiras, etc. 

Como A Segurança Da Informação Funciona?

A segurança da informação opera por meio da implementação de medidas para proteger os ativos de informação de uma empresa ou organização governamental.

Nesse sentido, é preciso adotar um conjunto de procedimentos e tecnologias para assegurar que os ativos de uma companhia sejam protegidos de qualquer tipo de manipulação, compartilhamento, processamento, armazenamento ou roubo.

Sendo assim, essas medidas incluem o uso de tecnologias como backups, criptografia, firewalls e outras ações como a criação de políticas de segurança, estabelecendo diretrizes de acesso, regras de uso, normas e procedimentos para o manuseio de dados. 

Para o seu perfeito funcionamento, saiba que a segurança da informação exige a colaboração de tecnologia, pessoas e processos para garantir a proteção correta dos ativos sensíveis de uma empresa. 

Qual É A Importância Da Segurança Da Informação?

A segurança da informação é uma dos pilares das empresas que desejam garantir a integralidade e disponibilidade de dados e informações relevantes para as operações de uma companhia ou organização.

Como mencionamos no início do artigo, os ataques cibernéticos ocorrem de maneira crescente, principalmente, em empresas e organizações, comprometendo negócios e gerando prejuízos relevantes. 

Dessa forma, a segurança da informação nunca foi tão importante para proteger dados sensíveis e valiosos contra criminosos cibernéticos, impedindo acessos não autorizados, manipulação indevida e vazamentos de arquivos confidenciais. 

Além disso, muito mais do que mitigar riscos de acessos não autorizados, essas medidas também promovem mais confiança em usuários, parceiros comerciais e também entre os clientes, já que essas ações garantem um ambiente mais confiável e protegido. 

Em síntese, investir em segurança da informação pode garantir a continuidade dos negócios.

Quais Os Pilares De Segurança Da Informação?

Ao adotar a segurança da informação na sua empresa, é preciso respeitar os 5 principais pilares que viabilizam a implementação adequada das medidas de proteção, como confidencialidade, integridade, disponibilidade, autenticidade e irretratabilidade.

Entenda mais nos tópicos abaixo:

Confidencialidade

A confidencialidade é considerada um dos pilares mais importantes na gestão da segurança de dados, principalmente, porque o seu objetivo é a preservação do sigilo dos dados.

Apenas aqueles que têm a devida autorização podem acessar ou ver a informação em questão.

A confidencialidade é frequentemente assegurada através de medidas como criptografia, controle de acesso e políticas de privacidade. 

Em resumo, a confidencialidade garante que as informações sejam mantidas em segredo e só sejam acessíveis por indivíduos autorizados.

Disponibilidade

Outro pilar da segurança da informação é a disponibilidade, que diz respeito ao direito ao acesso de dados por parte dos usuários que têm autorização de acesso, sempre que necessário.

Dessa maneira, esse princípio diz que os dados devem estar acessíveis sempre que usuários credenciados precisarem.

A partir disso, as empresas devem fornecer recursos para que esses usuários autorizados possam ter acesso livre aos dados. 

Integridade

Já o pilar da integridade na segurança da informação refere-se, justamente, à necessidade de preservar a integridade das informações compartilhadas ou acessadas por usuários de maneira que elas mantenham a sua originalidade, ou seja, não sejam modificadas. 

A segurança da informação deve garantir que as informações permaneçam precisas, completas e não sejam alteradas sob nenhuma circunstância. 

Autenticidade

O pilar da autenticidade garante a identificação correta de usuários e sistemas no sentido de prevenir a falsificação de identidades.

Entre os mecanismos usados para isso, podemos citar senhas, autenticação de dois fatores, biometria, etc. 

Dessa forma, toda vez que um email é enviado para  a sua empresa, você consegue conferir endereço do remetente, número de IP e outras informações importantes. A proposta é reunir registros precisos e verídicos sobre as fontes de dados coletados. 

Irretratabilidade

O pilar da irretratabilidade na segurança da informação atua como um complemento da autenticidade, assegurando que, se uma informação provém de uma fonte específica, sua autoria não poderá ser questionada em nenhuma circunstância.

A finalidade deste pilar é evitar que atos fraudulentos sejam realizados e sua autoria seja motivo de contestação devido a um suposto uso indevido de informações de acesso. 

A verdade é que nem sempre é possível saber a autoria de um ataque virtual criminoso, porém, esse pilar visa o aumento da confiança sobre os métodos de segurança da informação para evitar ações fraudulentas. 

Quais São As Diferenças Entre Segurança De TI E Segurança Da Informação?

A segurança da informação e segurança de TI são termos correlacionados, porém possuem finalidades distintas e também abrangem áreas diferentes relacionadas a proteção de dados, redes e sistemas de uma empresa 

Para você entender, a segurança de TI está relacionada com a proteção dos fatores técnicos e operacionais dos sistemas de tecnologia, que incluem redes, servidores, dispositivos e infraestrutura de TI. 

Nesse sentido, essas medidas estão relacionadas com firewalls, antivírus, patches de segurança e proteção contra ataques hackers.

Enquanto isso, a segurança das informações é uma abordagem mais ampla, que inclui, além de aspectos técnicos, políticas, processos, ações de conscientização e outros fatores relacionados à proteção de dados de uma empresa.

Além disso, a segurança de TI é direcionada para a proteção de sistemas e da infraestrutura de tecnologia, visando a  sua operacionalidade e disponibilidade. 

Já a segurança da informação refere-se a proteção de dados, objetivando a sua confidencialidade, integridade e disponibilidade, independentemente da tecnologia usada.

A segurança de TI implementa medidas técnicas para proteger a infraestrutura de TI contra ameaças cibernéticas, já a segurança da informação amplia sua abordagem, incluindo ações como gestão de riscos, a elaboração de políticas de segurança e a proteção física dos ativos.

Quais São Os Impactos Da Falta De Segurança Da Informação?

A ausência de medidas que visam a segurança da informação pode trazer impactos negativos e altamente prejudiciais para as companhias e organizações.

Um deles é o vazamento de dados sensíveis e confidenciais, como informações pessoais e financeiras, segredos comerciais ou intelectuais, que comprometem a confidencialidade e também a privacidade de dados, evitando prejuízos relacionados à reputação ou à ordem financeira.  

Outro impacto causado pela falta da segurança de informação é o roubo de identidades, que ocorrem sempre que os dados pessoais de um indivíduo é exposto, podendo acarretar em perda financeira significativa para empresas e indivíduos.

Além disso, é possível que a ausência dessas medidas também causem danos à reputação de uma empresa, comprometendo a confiança dos clientes e parceiros comerciais.

Um dos impactos mais significativos da ausência da segurança da informação é a possibilidade da suspensão das operações comerciais, promovendo a perda de produtividade, tempo de inatividade e prejuízos de ordem financeira. 

Sem contar que a falta de segurança pode acarretar ainda em ações judiciais, em caso de vazamento de dados, por exemplo, por parte de clientes, parceiros ou autoridades reguladoras que forem prejudicados por um vazamento de informações.

A falta de medidas de segurança de informação também podem comprometer o fornecimento de serviços essenciais, como energia, internet e saúde,  causando impactos significativos na sociedade e na economia.

Além disso, a ausência dessas medidas também possibilitam a espionagem industrial, com o roubo de informações valiosas por parte de concorrentes, que resulta em perda de vantagem competitiva e impactando a inovação.

Como Ter Segurança Da Informação Nas Empresas?

Se você pretende investir em segurança da informação, saiba que é preciso levar em consideração dois aspectos importantes. Confira quais são eles:

Controles Digitais

Adotar controles digitais ao implementar a segurança da informação é importante, já que você consegue proteger dados sensíveis, sistemas e infraestrutura tecnológica contra ataques hacker e riscos de segurança. 

Isso acontece porque esses recursos monitoram, gerenciam e mitigam riscos relacionados à utilização de tecnologia e sistemas de informação.

Os controles digitais incluem, por exemplo, firewalls, sistemas de detecção de intrusões, criptografia, etc, garantindo que apenas usuários autorizados tenham acesso aos dados confidenciais.

Essas medidas também detectam de maneira precoce ações suspeitas e auxiliam na implementação de políticas de segurança.

Monitoramento Físico

O monitoramento físico é um recurso fundamental ao implementar a segurança da informação, já que ele atua como um complemento aos esforços de proteção digital, assegurando, assim, a integridade e disponibilidade de dados.

Dessa maneira, ao monitorar pontos físicos, como data centers e instalações de servidores, sua empresa consegue identificar e responder a ameaças, como invasões não autorizadas, roubo de hardware, etc.

Essa medida contribui para evitar e prevenir a suspensão ou paralisação das operações, perda de dados e violações de segurança que podem ocorrer por conta de ações em dispositivos físicos. 

Vale ressaltar que o monitoramento físico também atua na proteção contra ameaças internas que podem vir por meio de colaboradores com más intenções.

Ao integrar o monitoramento físico às medidas de segurança da informação, a sua companhia adota uma abordagem mais ampla, mitigando riscos digitais e físicos, no sentido de proteger os ativos e dados sensíveis. 

Quais Os Principais Erros Na Segurança Da Informação?

Se você quer proteger os dados da sua empresa de maneira adequada, é preciso evitar alguns erros. 

Confira os principais:

  • Não adotar uma rotina de backups regulares dos dados pode acarretar em perda imensurável de dados relevantes para as operações de uma companhia. 
  • Utilizar senhas simples ou compartilhá-las com outras pessoas potencializa a possibilidade da sua empresa ter acesso não autorizado às contas e sistemas.
  • Não manter sistemas, aplicativos e dispositivos atualizados com as últimas correções de segurança deixa seus sistemas vulneráveis.
  • A falta de políticas claras de segurança da informação deixa os colaboradores sem orientação sobre práticas adequadas de segurança da informação
  • Não adotar uma medida de monitoramento dos sistemas em busca de ações suspeitas pode resultar em atrasos na detecção de violações.
  • Ignorar requisitos regulatórios de segurança da informação pode gerar penalidades legais e financeiras.
  • Não promover treinamento em segurança da informação aos colaboradores pode levar a erros que comprometem a segurança.

Casos De Falhas No Sistema De Segurança Da Informação

Ao longo do artigo, você pode ver a importância de adotar medidas de segurança da informação, mas para que você entenda a real necessidade dessas ações, selecionamos alguns casos de incidentes em segurança da informação. Confira:

  • Netshoes: Em 2018, essa empresa de comércio eletrônico sofreu um vazamento de dados que expôs informações pessoais de cerca de 2 milhões de clientes, incluindo nomes, e-mails, senhas e histórico de compras.
  • TSE (Tribunal Superior Eleitoral): Durante as eleições municipais de 2020, o TSE foi alvo de ataques de negação de serviço (DDoS) que tentaram, sem sucesso, interromper o funcionamento do sistema de totalização de votos.
  • STJ (Superior Tribunal de Justiça): Em 2020, o STJ sofreu um ataque de ransomware que paralisou seus sistemas por vários dias. Os atacantes exigiram um resgate para descriptografar os sistemas afetados.
  • Vazamento Massivo de Dados: Em janeiro de 2021, foi revelado um dos maiores vazamentos de dados da história do Brasil, onde cerca de 220 milhões de CPFs, incluindo informações detalhadas de muitos indivíduos, foram expostos e colocados à venda em fóruns de cibercriminosos.
  • Ataques Contra Instituições Financeiras: Bancos e outras instituições financeiras brasileiras, ao longo dos anos, enfrentaram diversos tipos de ataques, desde phishing e scam até ataques mais sofisticados, visando roubar dinheiro ou dados de clientes.
  • Comprometimento de Roteadores: Em diversos momentos, roteadores domésticos no Brasil foram comprometidos por malwares que alteravam suas configurações DNS, redirecionando os usuários para páginas fraudulentas.

Em 2023, o Instituto Brasileiro de Segurança, Proteção e Privacidade de Dados, resumiu em na imagem a seguir a linha do tempo os principais ataques cibernéticos ocorridos no Brasil.

NsRCMvpGa8WuvKg7lrSemaNnJ
Fonte: IBRASPD

Estes são apenas alguns exemplos de incidentes de segurança que ocorreram no Brasil.

Como em muitos países, o cenário de ameaças cibernéticas no Brasil é dinâmico, e novos incidentes e ameaças surgem regularmente.

A necessidade de medidas robustas de segurança cibernética e conscientização contínua é, portanto, de extrema importância.

Conclusão

Quer garantir a segurança da informação da sua empresa e evitar prejuízos financeiros e de reputação? Então, invista em medidas de proteção de dados eficientes para mitigar riscos de ataques e invasões.

Saiba que uma das medidas mais eficazes para proteger as informações e arquivos sensíveis da sua empresa é a adoção de estratégias de backup em nuvem, um sistema altamente seguro e eficiente na realização de cópias de segurança de arquivos da sua companhia. 

Se deseja proteger os dados da sua organização com eficiência, conheça a HLTI, somos uma empresa especializada em backup em nuvem e nos produtos Backup PRO e Veeam Backup & Replication.

banner Veeam Prancheta 1 copia

Essas tecnologias são compatíveis com diversos sistemas, aplicações, bancos de dados e virtualização, proporcionando a segurança dos dados da organização.

Acesse o nosso site agora mesmo e encontre as melhores soluções para o backup de dados da sua companhia.

2022. Todos os direitos reservados. Criado por @setezeromeia.